quinta-feira, 24 de julho de 2008

CiNOMOSE !!! Você sabe o que é ???

Essa semana não está sendo muito agradável, pois meu filho (cãozinho) adquiriu uma doença terrível , mesmo vacinado, e eu estou lutando com todos os recursos para salvá-lo ! Trata-se da Cinomose, uma doença viral, endêmica neste período do ano, muito virulenta, onde a mesma só pode ser evitada, por meio de vacinação ética (aquela realizada e assinada pelo veterinário profissional !). Não vacinem seus caezinhos ou qualquer outro animal em casa, pois os laboratórios não se responsabilizam pela eficácia da vacina. Isso é muito importante, e grande parte das pessoas não sabem disso! Então se fosse é como eu, que verdadeira paixão pelos seus aninais, e os consideram muito mais que "bichos" atenção para o texto !

Viroses

As doenças apresentadas nesta seção são causadas por vírus. São as principais responsáveis pela morte de filhotes, mas podem atingir também cães adultos. As viroses mostradas aqui NÃO atingem o ser humano.

Os animais se contaminam através de urina, fezes e secreções de cães doentes. Pelo fato de muitos desses vírus sobreviverem por até 1 ano em condições ambientais, o local onde um cão doente esteve abrigado deve ser evitado por filhotes e cães não vacinados durante esse período de tempo. Mesmo que ocorra a desinfecção do ambiente, o risco de contaminação ainda é considerável.

Alguns vírus continuam a ser eliminados pela urina dos animais que conseguiram sobreviver à doença, por vários meses.

Essas informações são bastante importantes e nos leva à conclusão: deixar de vacinar um cão e levá-lo para as ruas é um risco muito grande. Da mesma forma, os filhotes só podem ter contato com o meio exterior e com outros cães após terminada a fase de vacinação.

Dentre as viroses, as mais temidas são a cinomose e a parvovirose, por serem bastante violentas e altamente contagiosas, causando a perda de muitos animais. A vacinação é o único meio de evitá-las.

Cinomose

É uma doença que atinge os cães, não transmissível ao homem, altamente contagiosa, causada por um vírus bastante resistente ao meio ambiente. Animais de todas as idades podem ser acometidos.

O período de incubação da cinomose pode chegar a 10 dias. O animal apresenta febre, apatia, perda de apetite, vômitos, secreção nasal e ocular e sinais neurológicos, dentre outros. A doença pode apresentar-se de várias formas, inclusive com sinais neurológicos apenas, o que significa um estágio mais avançado.

O vírus da cinomose atinge vários órgãos: rins, pulmões e, principalmente, o sistema nervoso, daí os sinais do tipo "tiques", andar cambaleante, ataquesconvulsivos, etc. Uma vez diagnosticada a doença através dos sintomas, histórico e exames laboratoriais, o animal recebe tratamento de suporte, ou seja, condições para o organismo reagir.

O curso da doença é variável. O animal pode passar por todos os estágios ou rapidamente apresentar os sintomas neurológicos, que são irreversíveis, mesmo que ele atinja a cura. Atualmente, alguns tipos de terapias podem auxiliar animais com seqüelas de cinomose, como é o caso da acupuntura. A morte ocorre com freqüencia e muitas vezes o dono do animal opta pela eutanásia para aliviar o sofrimento de seu animal.


Devemos usar de todos os recursos disponíveis na tentativa de salvar o cão. Porém, mesmo com um tratamento intensivo e adequado, a resistência individual é o fator mais importante. Se o cão atingir a cura, ele ficará apenas temporariamente imunizado, e deverá continuar sendo vacinado anualmente. Quem quizer se informar mais sobre seus Pets clique aqui !

2 comentários:

dennis disse...

Olá, meu nome é Dênnis, e meu cão teve cinomose, já faz quase um mês. Fizemos tudo o que podiamos, e hoje ele já esta muito melhor, mesmo tendo algumas sequelas, como o andar cambaleante e quase cego de um olho, mais é muito bom vê-lo bem novamente, agora ele dorme e como o dia todo e de em quando o levamos para passear, o que ele gosta muito!
Só tenho isso a dizer, lutem pelo seu pet, até o último momento, até o último tostão. É tão gratificante ver seu bixinho bem, depois de passar por isso, e eu tenho certeza que ele faria por você também!
Abraços!


Ps: Gosto d+ do seu blog, não seu se bixinho sobreviveu, mais boa sorte!

Anônimo disse...

Meu nome é Gleyce,tenho 3 cachorras 2 delas adquiriram a doença 1 não resistiu e veio a morrer, mas continuo com muita esperança de que minha Miuke vai se curar, estou fazendo o possivel ao meu alcanse e não vou desistir sei que ela é forte e quer viver.
espero trazer noticias boas na proxima vizita.